BLOG

TI: Como superar a alta demanda de trabalho e escassez de profissionais na área de Tecnologia?

Com um mercado aquecido e em crescimento, a área de Tecnologia tem enfrentado desafios que vão além da inovação. Se para alguns setores sobram profissionais, para TI faltam pessoas para trabalharem no segmento. E não é apenas a escassez de mão de obra que tem preocupado os gestores, o volume de serviços no setor também está alto, seja para implementar alguma solução ou mesmo melhorar um sistema existente, muitas equipes internas se sentem sobrecarregadas com o número de projetos a serem desenvolvidos e os prazos de entrega.

Ao longo dos anos, diversos estudos sempre apontaram perspectiva de alta demanda na área de Tecnologia, porém, um dos fatores que aceleraram esse processo foi a pandemia do Covid-19 que, entre outros, transformou a rotina de trabalho, trazendo para a realidade de uma grande parcela de profissionais o home office, que até então era visto como algo impraticável em diversos segmentos.

E para que isso acontecesse foi preciso, principalmente, a forte atuação das equipes de TI que focaram na otimização dos mecanismos de comunicação digital. Outro ponto que alavancou a demanda em tecnologia foi o e-commerce, ainda em ascensão, as compras online aumentaram substancialmente nesse período.

Desenvolvimento web e de softwares, arquitetura de redes, ciência de dados e gestão de tecnologia, por exemplo, são alguns dos profissionais buscados nesse segmento, e como a procura está maior do que a oferta, a contratação em tecnologia tem se tornado um grande desafio para os recrutadores.

797 mil vagas até 2025

De acordo com a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais – Brasscom, até 2025 serão criadas 797 mil vagas na área de tecnologia.

Com uma média anual de 53 mil formandos, e uma demanda média de 159 mil vagas por ano, o estudo realizado pela Brasscom aponta um déficit anual de 106 mil profissionais. Para driblar essa falta e garantir as melhores contratações as corporações têm se esforçado em oferecer salários acima da média e modelos de trabalho que sejam atrativos para os candidatos. 

Essas estratégias de concorrência e atração de talentos além de promover a rotatividade profissional, também têm feito as empresas repensarem na questão da retenção dos talentos. Com ofertas salariais cada vez mais atraentes, como garantir que esses profissionais se mantenham na empresa? Clima organizacional e sentimento de pertencimento é uma das dicas da resposta para essa pergunta.

Plataformas No-Code

Desenvolvidas com o objetivo de agilizar as entregas e diminuir os custos com o desenvolvimento de soluções tecnológicas, as plataformas no-code têm ganhado cada vez mais espaço no mundo corporativo. 

Sem a necessidade de digitar uma linha de código, os processos de criação de softwares, bem como de melhorias de uma aplicação, se tornaram mais rápidos e fáceis, pois, o desenvolvimento é feito apenas clicando e arrastando módulos.

Ao invés de pensar em qual linguagem deverá ser usada, o programador se concentrará nas definições de atributos, regras e funcionalidades do sistema que está criando. E construirá o produto com apenas alguns cliques.

Outro fator importante e favorável das ferramentas no-code é que toda aplicação poderá ser testada imediatamente, permitindo que as alterações sejam feitas no mesmo instante, de acordo com as necessidades verificadas.

Só nestes dois pontos, o desenvolvimento já reduziu algumas, ou muitas, horas de trabalho em relação à metodologia tradicional de criação. Por exemplo, se no modo tradicional um sistema simples de formulários para cadastro de produto leva de 1 a 2 dias para ser feito, em uma plataforma no-code, essa mesma tarefa pode ser feita em 10 minutos. 

Outra questão importante é que essas plataformas, como o Arkeyva, permitem integrações com sistemas variados, possibilitando a criação de programas mais complexos. Ou seja, as ferramentas no-code podem ser usadas tanto por aqueles que desejam desenvolver suas soluções e vender, como também, uma plataforma interna de apoio usada na criação de programas mais simples ou emergenciais, contribuindo para agilizar as entregas e concentrar as equipes mais especializadas em projetos específicos.

Fonte: Brasscom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre seu e-mail e receba
as novidades do Arkeyva

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.