BLOG

No-code: praticidade, sem complicação

O desenvolvimento de aplicativos próprios pelas empresas deixou de ser um item de diferenciação para se tornar uma necessidade. Sendo assim, formas mais ágeis e práticas de criação de apps ganham espaço no mercado. Esses são alguns benefícios das plataformas no-code.

As plataformas de desenvolvimento low-code e no-code se destacaram no mercado graças à praticidade e a pouca complicação para a criação de aplicativos. Entretanto, as no-code levam esse conceito a outro nível.

A sua ideia geral é permitir que qualquer profissional consiga fazer o desenvolvimento de um aplicativo. Isso só é possível porque esse modelo dispensa uma série de etapas do processo de desenvolvimento.

Além disso, sua adoção traz benefícios relacionados à qualidade do app e a simplicidade na elaboração.

O que são as plataformas no-code?

No-code é um termo em inglês que pode ser traduzido como “sem código na nuvem”. Ele designa um dos modelos de plataformas utilizados para o desenvolvimento de aplicativos.

A sua maior diferença para os demais modelos é que, com as plataformas no-code, não é necessário a utilização de códigos fontes, nem a correção de possíveis falhas (bugs).

Essa plataforma se destaca pelo formato acessível e intuitivo de trabalho, que permite que qualquer pessoa consiga utilizá-la. Somando esses fatores, as plataformas no-code se mostram  mais ágeis em comparação as demais.

Sendo assim, as plataformas deste modelo permitem que não desenvolvedores consigam criar soluções criativas e inovadoras de forma rápida e fácil.

As empresas que optam por esse modelo não precisam se preocupar em encontrar profissionais com o domínio de códigos complexos ou em treinar os seus funcionários.

Com isso, os profissionais de TI não vão ficar sobrecarregados com atividades voltadas para determinado aplicativo. O tempo que antes era investido no desenvolvimento e manutenção dos apps pode ser direcionado para ações mais estratégicas da empresa. 

Diferença entre plataformas no-code e low-code

As plataformas low-code são as mais conhecidas e usadas no mercado. Sua principal característica é permitir o desenvolvimento em baixa programação. Isso significa que é possível criar aplicativos ou sistemas através da programação básica.

Dessa forma, pode-se dizer que tanto as plataformas low-code como as no-code têm como benefícios a velocidade e simplicidade no desenvolvimento. Entretanto, existem algumas diferenças entre elas.

As plataformas no-code têm uma capacidade maior de adaptação. Por isso, esse é o modelo ideal para atender as necessidades específicas de cada projeto. Enquanto a low-code exige uma quantidade menor de códigos, a no-code funciona como um passo a passo para a criação de sistemas.

Benefícios das plataformas no-code

Além da rapidez e facilidade de uso, as plataformas no-code podem trazer outros benefícios para as empresas que optam por sua adoção. Vejamos alguns deles a seguir:

  • Aumento da produtividade da equipe

As plataformas no-code não exigem profundo conhecimento em programação. Por isso, a capacitação dos profissionais é simples. A estrutura do no-code se caracteriza pela intuitividade, simplicidade e rapidez.

Além disso, ela permite que as funções referentes a relatórios, coleta de informações ou o acompanhamento das equipes possam ser atualizados em tempo real. Dessa forma, as equipes ganham mais agilidade na execução de suas tarefas, o que aumenta a sua produtividade.

  • Maior flexibilização

As plataformas tradicionais são mais rígidas, já o modelo no-code permite a criação de soluções customizadas conforme as necessidades da empresa.

Dessa forma, as plataformas no-code se destacam no quesito personalização. É possível escolher entre modelos prontos ou optar por criar um novo modelo, com ferramentas e funções que se adequam às necessidades da empresa e aos seus objetivos.

  • Menor custo

A criação de aplicativos e sistemas através das plataformas tradicionais exige a contratação de desenvolvedores, programadores, testers e outros profissionais de TI. Isso demanda um investimento que a empresa pode não querer fazer.

As plataformas no-code exigem menos conhecimento específico, por isso podem ser operadas por poucos profissionais. Dessa forma, não há a necessidade de contratação de uma equipe exclusiva para a criação de um app.

  • Maior autonomia

Com um funcionamento simples e que pode ser operado, virtualmente, por qualquer pessoa, a empresa tem uma liberdade maior de realizar as alterações de acordo com a experiência do usuário.

Não é preciso um profissional para escrever os códigos, programar e testar. Com alguns cliques, os próprios funcionários da empresa podem efetuar as alterações necessárias.

  • Maior segurança contra Shadow IT

Shadow IT é quando os dispositivos ou sistemas são utilizados sem o conhecimento do setor de TI. Ou seja, quando alguém acessa determinados dados da empresa sem autorização.

A utilização das plataformas no-code inibe esse tipo de atividade, já que os apps e sistemas serão criados dentro da empresa e não através de soluções pertencentes a terceiros.

  • ROI interessante

O Retorno Sobre Investimento (ROI), ao optar por plataformas no-code, é positivo para a empresa. Apesar de o investimento inicial ser elevado, a agilidade no desenvolvimento, manutenção e resolução de falhas torna os processos mais eficazes. Com isso, a empresa gasta menos e alcança seus objetivos mais rápido. O Arkeyva é a primeira plataforma 100% nacional no-code. Simples, intuitiva e fácil de usar. Com ela, você cria as mais diversas soluções para o seu negócio. Acesse o site e conheça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre seu e-mail e receba
as novidades do Arkeyva

Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.